Postado em 02/05/2017 - Fonte: DCI - SP

Inovação que vem das pequenas empresas

A crise pode ser o motor para startup firmar novos negócios com grandes companhias

A inovação está no DNA das empresas nascentes em tecnologia, tanto em suas soluções quanto em seus processos. Apesar de não ter a força e a influência das grandes companhias, os pequenos conseguem ocupar seu lugar no mercado pela capacidade de interagir e gerar inovações para outras empresas e se adaptar a mudanças mais facilmente, por terem estruturas mais enxutas. A maior popularização e aceitação da inovação aberta tem contribuído para o aumento desse modelo de negócio, uma vez que permite que, além dono da ideia inovadora, outras pessoas contribuam para o desenvolvimento e aperfeiçoamento da solução.

O tabu que rondava o compartilhamento de informações, serviços e dados está sendo substituído por ações de incentivos ao colaborativismo, uma vez que as empresas perceberam que em parceria conseguem alcançar objetivos de forma mais assertiva e rápida.

As startups surgem quando o empreendedor enxerga uma solução para problemas comuns. No Brasil, a maioria das empresas nascentes são B2B, de acordo com a base de dados da Associação brasileira de Startps. Essa característica favorece a interação entre negócios já estabelecidos e iniciantes. Para os que estão começando, a troca é importante na validação de seus projetos e captação de recursos. Já para os grandes é chance de acessar a inovação de forma rápida e barata ou construir parcerias para novos projetos.

Existem muitos espaços que são facilitadores dessas interações. Na incubadora MIDI Tecnológico, mantida pelo Sebrae/SC, eventos são promovidos para aproximar as grandes das incubadas, o que ajuda o fortalecimento do ecossistema local. Além disso, programas de aceleração corporativas e laboratórios de inovação aberta também encurtam o caminho.

Em um momento de crise há maior predisposição de grandes corporações em correr riscos, seja para conquistar uma posição diferenciada ou defender-se do concorrentes. Essa é uma ótima oportunidade para startups que necessitam escalar o negócio ou validar o seu produto. Além disso, a disrupção vista em diversos setores por meio da introdução de inovação exige que mesmo as empresas líderes de mercado invistam em startups, abrindo uma grande oportunidade para aqueles que estiverem preparados.

Gabriel Santos, coordenador da Incubadora MIDI Tecnológico

 

Comente »